ECONOMIA: "Crise Econômica Européia é Idêntica à do Tempo de Hitler"

«Repetir este erro é completamente imperdoável», defende académico

Postado em 11/2011: Daqui a uns anos, a Europa vai «olhar para trás e ver que, no caso da crise da Grécia, perdeu uma oportunidade gigante» para reforçar o continente e corrigir uma política económica e financeira idêntica àquela que levou à ascensão de Adolf Hitler. A opinião é de um investigador da universidade espanhola Pompeu Fabra, o alemão Hans-Joachim Voth.

«É o que os alemães viveram no início da década de 1930. A cada ano, o governo tomava novas medidas orçamentais, reduzia os salários da função pública, tentava equilibrar o orçamento e sempre que fazia isto a economia contraía ainda mais, as receitas fiscais era ainda mais baixas, o governo tinha de cortar mais e, no final, destruiu a democracia alemã».

«Repetir este erro é completamente imperdoável, em 2011», concluiu Voth, citado pela Lusa.

Mais vale subir impostos do que cortar benefícios

O académico, juntamente com Jacopo Ponticelli, concluíram que a austeridade provoca contestação social, e que mais vale subir impostos do que cortar benefícios.

«Subir impostos quase não teve efeitos, em comparação com os cortes na despesa. Quem paga impostos tem emprego e portanto, tem muito a perder, enquanto quem recebe transferências sociais – grande parte da despesa pública nos países observados – tem pouco a perder e sente que não é parte interessada na sociedade», explica o investigador.


«Ao ver o Estado cortar a despesa, ao dizer aos mais pobres que eles não têm prioridade, um número significativo vai decidir que este não é o género de sociedade em que querem viver».

Voth compara o fenómeno a um fogo – o fósforo pode ser uma causa exterior, mas o combustível são as razões que levam «tantas pessoas dispostas a assumir o pior e a decidir invadir as ruas» e partir para as formas mais extremas de contestação.

O investigador admite que, extrapolando para o futuro as conclusões do passado, é possível recear que o espectro da contestação aumentada ameace a Europa nos próximos anos, até porque, diz Voth, a revolta «tem a ver com as expectativas» e a classe média, que se habituou a esperar do Estado muito mais, deverá engrossar a massa contestatária.


«Se tudo desabar na agitação social, haverá um segundo ciclo em que nos vamos deparar com menos crescimento e receitas fiscais ainda mais baixas. Depois tem que se cortar outra vez e vamos acabar numa espiral, vamos acabar por destruir grande parte do tecido social e político que mantém a estabilidade na Europa», prevê Voth.

Os dois investigadores olharam para os movimentos de contestação social, incluindo motins, manifestações, greves gerais, assassinatos políticos, crises governamentais e tentativas de revolução, ao longo de 90 anos, em 26 países, incluindo Portugal. Veja ainda o artigo: Dívida da zona do euro é sem solução. Por outro lado veja o que a mídia brasileira já está afirmando:


Também vejam a excelente ENTREVISTA de TV onde Gerald Celente e o Deputado (ingles) Nigel Farage do Parlamento Europeu, e outros renomados especialistas ANTI NOM, falam sobre a economia européia e global e seu colapso. Clique na imagem ao lado debaixo e assistam legendado.

Pois é pessoal... enquanto isso a agenda maçônica-luciferiana dos Bilderbergs continua avançando a toda velocidade. Para quem ainda não sabe, convém informarmos que o Brasil já se encontra englobado (alinhado a agenda da elite) e é MODELO INTERNACIONAL DA NOVA ORDEM MUNDIAL (NOM, NOW), pois segundo a blogosfera até o Banco Bradesco (o maior do Brasil) já tem adaptado seus caixas automaticos para leitura de chip na mão dos clientes



Após analisarmos as conclusões sérias desses pesquisadores, somente podemos concluir que falta apenas um super ditador "semelhante" à Hitler, para ascender ao poder global do "Novo Império Romano Restaurado" (EUROPA). Mais relevante e assustador, é saber que da Europa, emergirá o futuro Líder Global que está prestes a ser anunciado e que governará no período da Nova Ordem Mundial. Fonte Agência Financeira Por J. R. Santana. Blog Mídia Global Se desejar, poderá discutir esse artigo em nosso Fórum Mídia Global.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...